CNA e governo discutem financiamento específico para empreendedores familiares rurais

A Comissão Nacional de Empreendedores Familiares Rurais da CNA se reuniu, nesta quinta (25), em Brasília, para discutir a proposta de operacionalização de uma nova linha de crédito específica do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF).

O tema foi debatido com integrantes do governo. A ideia é por em prática a modalidade PNCF Empreendedor, voltada para empreendedores familiares rurais, com renda anual de até R$ 216 mil reais e patrimônio de até R$ 500 mil.

Ainda foi acordada a melhor forma de participação das Federações e dos sindicatos de produtores rurais no Programa.

De acordo com o presidente da Comissão, José Zeferino Pedrozo, esta tem sido uma das reivindicações de empreendedores familiares rurais representados pela CNA.

“A solicitação de acesso ao crédito fundiário atende a uma demanda antiga de sindicatos rurais e de federações de agricultura. Agora, estamos tendo a oportunidade de dar a resposta a esses produtores”, destacou Pedrozo, que também é presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc).

A subsecretária de Reordenamento Agrário da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD), Raquel Porto Santori, explicou que esta nova linha de crédito será discutida com a CNA para ampliar as formas de atuação do Programa junto aos agentes financiadores.

“Estamos recorrendo à CNA para nos ajudar nesse processo de construção e reformulação dessa linha com o objetivo de aumentar o volume do crédito e, assim, atender mais produtores”, destacou Raquel Santori.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Espírito Santo (Faes), Júlio Rocha, também participou da reunião. “As novas linhas de crédito e condições especiais são indispensáveis para a melhoria da qualidade de vida do pequeno produtor rural”, concluiu.

Fonte: CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *